Crise Migratória na Europa

11 migrantes ilegais marroquinos aguardam desenrolar do processo no SEF

11 migrantes ilegais marroquinos aguardam desenrolar do processo no SEF

Três dos 11 imigrantes intercetados esta madrugada em Olhão tiveram de ser assistidos no hospital de Faro.

11 migrantes marroquinos foram intercetados pela Polícia Marítima, esta madrugada, ao largo de Olhão. O grupo indocumentado é proveniente de Mazagão, ou El Jadida, a mesma cidade de origem dos 8 imigrantes que em dezembro tinham desembarcado ilegalmente, em Monte Gordo.

Têm entre 21 e 31 anos e terão passado cinco a seis dias no mar.

Três estavam mais fragilizados e chegaram a ser observados no Hospital de Faro.

Tiveram alta perto das 10h00 e juntaram-se aos 8 companheiros de viagem, entretanto já á guarda do Serviço de Estrangeiros e Fronteiras.

O grupo deixou a capitania do porto de Olhão depois de ter sido intercetado pela Polícia Marítima, de madrugada, numa embarcação de madeira que navegava junto à barra do Lavajo, entre as ilhas da Armona e da Culatra.

A falta de luz do pequeno barco de madeira chamou atenção de pescadores, que avisaram as autoridades quando se aperceberam das inscrições árabes, que denunciavam a proveniência.

Os 11 rapazes terão partido da mesma cidade que o grupo que desembarcou ilegalmente em Monte Gordo, há pouco mais de um mês.

As investigações do Serviço de Estrangeiros e Fronteiras apontam esta como uma rota viável, sendo previsível que estes desembarques no Algarve se tornassem mais frequentes.

O presidente da Câmara de Olhão já veio dizer que Portugal e Marrocos deveriam criar canais específicos para a contratação de mão de obra, mas discorda da aplicação, nestes casos, do estatuto de proteção humanitária.

Na embarcação que trouxe os jovens até Olhão, havia dois motores de 15 cavalos, roupas, grão e frutos secos, água e cinco jerricans de combustível

Os migrantes aguardam agora pelo desenrolar do processo no Serviço de Estrangeiros e Fronteiras.

Portugal pode fazer parte de uma nova de rota de migração do norte de África

O alerta é do sindicato que representa os inspetores do SEF.

  • A pergunta da semana: concorda com a eutanásia?

    Eutanásia

    A Assembleia da República debate a 20 de fevereiro cinco projetos de lei para a despenalização da morte assistida. As propostas são do Bloco de Esquerda, do Partido Socialista, do Partido das Pessoas dos Animais e da Natureza (PAN), do Partido Os Verdes e da Iniciativa Liberal. Sabe o que cada partido propõe? A resposta está neste artigo. Concorda com a eutanásia? Responda ao inquérito.

    VOTE AQUI

    SIC Notícias