Crise Migratória na Europa

Navios com migrantes há mais de uma semana à espera para entrarem nos portos italianos

Loading...

Dos cerca de 1.000 migrantes, apenas 144 tiveram autorização para desembarcar.

Continuam parados os três barcos com quase 1.000 migrantes a bordo. Já passou mais de uma semana desde que foram proibidos de atracar nos portos italianos. Este domingo, 144 pessoas tiveram a autorização para desembarcar, quase todas menores de idade.

A autorização para o navio de uma Organização Não Governamental entrar num perto da Sicília chegou no sábado à noite, depois de mais de uma semana no Mar Mediterrâneo.

Dentro do Humanity 1, quase 180 pessoas, mas o Governo italiano só permitiu sair os menores de idade e os adultos com graves problemas de saúde.

O novo Governo italiano, liderado por Giorgia Meloni, lançou uma batalha contra os navios das ONG, que acusa de favorecer a imigração irregular, e fechou-lhes os seus portos, como fez Matteo Salvini, o atual vice-presidente, em 2018.

Itália pediu ao navio humanitário Humanity que abandone as suas águas com os 35 migrantes a bordo que não foram autorizados a desembarcar, mas o capitão do navio recusa-se a obedecer.

O pedido chegou ao meio-dia, mas o capitão do navio, Joachim Ebeling, recusou-se a obedecer e pretende permanecer no porto de Catania, no sul do país, até que todos os migrantes desembarquem, disseram à EFE fontes próximas do capitão.

Últimas Notícias