Crise na Venezuela

Leopoldo López refugia-se na embaixada do Chile

MIGUEL GUTIERREZ

Líder da oposição venezuelana estava em prisão domiciliária e recebeu hoje indulto presidencial.

O opositor venezuelano Leopoldo López e a família entraram hoje na Embaixada do Chile em Caracas como "convidados", anunciou o ministro dos Negócios Estrangeiros, Roberto Ampuero.

"Lilian Tintoti e a sua filha entraram como convidados na residência da nossa missão diplomática em Caracas. Há minutos, o seu marido, Leopoldo López, juntou-se a elas e permanece junto à sua família. O Chile reafirma o seu compromisso com os democratas venezuelanos", referiu o chefe da diplomacia chilena, Roberto Ampuero, através do Twitter:

Leopoldo López, que cumpria uma pena de cerca de 14 anos em regime de prisão domiciliária, foi hoje libertado e surgiu junto do autoproclamado Presidente da Venezuela, Juan Guaidó.

Antes de ser preso, liderou vários protestos contra o regime de Nicolás Maduro.