Eleições nos EUA

Eleições nos EUA. Greta Thunberg apela ao voto em Joe Biden

Yves Herman

Donald Trump tem assumido várias vezes posições céticas em relação às alterações climáticas.

A ativista sueca Greta Thunberg, figura do movimento internacional de jovens que lutam contra as alterações climáticas, apelou este sábado ao voto no democrata Joe Biden, adversário de Donald Trump nas presidenciais norte-americanas de novembro.

"Nunca me envolvo na política partidária, mas as próximas eleições norte-americanas superam tudo isso", escreveu a jovem de 17 anos no Twitter. "Do ponto de vista do clima, está longe de ser suficiente e muito defenderam outros candidatos, mas enfim... Organizem-se e façam com que todos votem em #Biden", acrescentou.

"Acabará por arrefecer"

O atual Presidente norte-americano, Donald Trump, tem assumido várias vezes posições céticas em relação às alterações climáticas, como aconteceu recentemente durante a vaga de grandes incêndios na Califórnia. "Acabará por arrefecer", afirmou em meados de setembro a propósito do aquecimento global.

Trump também tem feito comentários pouco simpáticos sobre Greta Thunberg. Em dezembro, quando a revista Time a escolheu para "figura do ano", o líder norte-americano escreveu no Twitter que a jovem teria de trabalhar para "controlar a sua raiva", sugerindo que devia "relaxar" e ir ver um bom filme com um amigo.

Antes, em setembro de 2019, quando a ativista sueca esteve nas Nações Unidas, onde discursou numa cimeira sobre o clima, Trump também já tinha ironizado sobre os pontos de vista e o tom veemente usado por Greta Thunberg.

Por sua vez, Joe Biden elogiou, em abril, a ação de Thunberg e disse que está atento às aspirações dos jovens em questões ambientais.