Eleições nos EUA

Eleições nos EUA. "É praticamente impossível que haja um vencedor nas próximas 24 horas"

Manuel Ferreira

Manuel Ferreira

Repórter de Imagem

Em direto de Washington os enviados especiais da SIC aos Estados Unidos fazem o ponto da situação.

As sondagens indicam que Joe Biden é favorito, mas a verdade é que ainda tudo é possível nesta eleição.

Ricardo Costa começa por explicar que a fase final da campanha de Donald Trump foi "bastante favorável". O candidato republicano fazia quatro a cinco comícios por dia e concentrou a mensagem em poucos pontos, sobretudo na economia, lei e segurança e na "ideia de que ele é que é o candidato que preserva os verdadeiros valores americanos".

Este final de campanha permitiu a Donald Trump subir nas sondagens em alguns estados, "mas é preciso que tudo lhe corra muito bem para conseguir inverter a tendência" dos últimos meses.

Os resultados das eleições podem não estar fechados na quarta-feira de manhã, como explica Ricardo Costa.

As regras de contagem mudam de estado para estado. Um estado como a Pensilvânia, por exemplo, só pode começar a contar votos, que chegaram por correspondência, quando toda a gente acabar de votar presencialmente.

"Hoje vamos ter seguramente alguns resultados e a não ser que haja uma vitória esmagadora (...) é praticamente impossível que haja um vencedor nas próximas 24 horas."

ACOMPANHE O TRABALHO DOS ENVIADOS DA SIC AOS EUA AQUI