Eleições nos EUA

Biden diz que atitude de Trump é “um embaraço” para os Estados Unidos

Administração Trump ainda não reconheceu a vitória de Biden e Mike Pompeo deixou um aviso aos líderes mundiais que congratularam o Presidente eleito.

Donald Trump recusa aceitar a derrota eleitoral e Joe Biden considera que essa atitude do atual Presidente é embaraço para os Estados Unidos. O Presidente eleito garante, no entanto, que nada vai parar a transferência de poder.

“Bem, eu acho que é um embaraço, muito honestamente”, disse Biden, acrescentando que está expectante para poder falar com o Presidente.

Enquanto isso, Trump mantém o mesmo discurso nas redes sociais: clama vitória, contesta a fraude e parece não dar nem um pequeno sinal de que aceita a derrota.

O Presidente eleito avança que não tenciona recorrer à justiça e que acredita que a transição na Casa Branca não será travada. Desde que a Lei de Transição Presidencial foi assinada, em 1963, a Administração de Serviços Gerais identifica o vencedor das eleições, poucas horas ou dias depois da votação. A administração nomeada por Trump ainda não o fez.

Mike Pompeo, secretário de Estado norte-americano, garante que haverá uma “transição suave para a segunda adminitração Trump”. O chefe da diplomacia deixou ainda um aviso aos líderes mundiais que ligaram a Joe Biden a dar os parabéns.

“Se eles estão só a dizer olá, eu acho que não seja terrivelmente difícil. Mas não se engane: temos um presidente, um secretário de Estado e uma equipa de segurança nacional de cada vez”, disse quando questionado se considera impróprias as mensagens dos líderes mundiais a Biden.

Para além das palavras, há quem receie os gestos. Donald Trump tem mexido na defesa norte-americana nos últimos dias: demitiu o secretário de Estado – que equivale ao cargo português de ministro – e substituiu outras três figuras de topo por funcionários mais leais ao ainda presidente.

Veja também:

Eleições nos EUA. Republicanos pressionam na Geórgia para anular vantagem de Biden

Publicações falsas proliferam nas redes sociais uma semana depois das eleições nos EUA

Joe Biden diz que "nada irá parar" a sua chegada à presidência dos EUA

Eleições nos EUA. Pompeo garante "transição pacífica" para segundo mandato de Trump