UEFA Euro 2020

Euro2020. Skillzy, a mascote que dá vida ao freestyle

Anton Vaganov

Do Pinóquio ao Skillzy, passando pelo português Kinas: recorde as mascotes dos campeonatos Europeus.

É já tradição haver uma mascote a dar as boas-vindas às equipas que chegam à final do Europeu. A personagem costuma representar os símbolos do país anfitrião e dar a conhecer as tradições. Este ano, existem 11 cidades-anfitriãs e uma mascote que traz o freestyle à ribalta.

A escolha de Skillzy foi instantânea. Os responsáveis pelo campeonato estavam a fazer uma audição para encontrar a mascote perfeita, quando uma bola entra pela janela. O jovem mostra as habilidades com a bola de futebol e conquista desde logo os jurados. A história de Skillzy é contada num filme de animação, publicado pela UEFA e que é dirigido às crianças.

Skillzy irá estar presente nas 11 cidades-anfitriãs do campeonato europeu para mostrar as suas habilidades. Mas não vai sozinho: a UEFA organizou um concurso a nível europeu para encontrar os mais talentosos freestylers.

O concurso decorreu em 2019 e foram selecionados 22 atletas – um homem e uma mulher por cada cidade-anfitriã do Euro2020. Este grupo de freestylers vão integrar a equipa de mascotes nas respetivas cidades e oferecer aos adeptos um espetáculo único.

Da primeira mascote do mundo à primeira do Euro

Foi em 1966, no Campeonato do Mundo, que surgiu a primeira mascote associada a uma competição de Futebol. Willie era um leão - um símbolo típico - e representava o Reino Unido. Vestia uma camisola com a bandeira da união britânica, onde se podiam ver as palavras “World Cup” (Campeonato do mundo, em português).

Aos campeonatos Europeus, as mascotes chegaram só anos depois: em 1980 foi apresentado Pinóquio. Esta personagem foi inspirada no livro de Carlo Collodi que conta a história de uma marionete que se transforma num menino de verdade. Na altura, o livro era um sucesso de vendas, o que tornou óbvia a escolha. O menino cujo o nariz crescia quando contava mentiras deixou de ser apenas uma personagem de um livro e transformou-se numa mascote de verdade.

Ainda se lembra do Kinas?

UEFA

Nasceu em 2004, quando o Portugal foi anfitrião da competição europeia. O Kinas era um menino vestido com as cores da bandeira nacional, com uma postura divertida e que tinha poderes mágicos quando começava a jogar futebol.

O Kinas – à semelhança das restantes mascotes – figurou em vários objetos promocionais sobre o Euro2004, desenvolvendo a imaginação das crianças e adultos.

Recorde as várias mascotes que marcaram os campeonatos:

Saiba mais no especial Euro2020