Football Leaks

Football Leaks: Rui Pinto é ouvido hoje em tribunal

Football Leaks: Rui Pinto é ouvido hoje em tribunal
PATRICIA DE MELO MOREIRA
Arguido apresentou uma queixa no Tribunal Europeu dos Direitos Humanos por temer ser injustiçado no julgamento.

O criador do Football Leaks, Rui Pinto, começa hoje a prestar declarações perante o coletivo de juízes que o está julgar desde 04 de setembro de 2020 no âmbito de um processo no qual responde por um total de 90 crimes.

O depoimento de Rui Pinto, no Tribunal Central Criminal de Lisboa, esteve agendado para 13 de maio, mas sendo sucessivamente adiado devido a atrasos na consulta aos discos apreendidos pela Polícia Judiciária, solicitada pela defesa do arguido do processo Football Leaks.

Loading...

Rui Pinto, de 33 anos, responde por um total de 90 crimes: 68 de acesso indevido, 14 de violação de correspondência, seis de acesso ilegítimo, visando entidades como o Sporting, a Doyen, a sociedade de advogados PLMJ, a Federação Portuguesa de Futebol (FPF) e a Procuradoria-Geral da República (PGR), e ainda por sabotagem informática à SAD do Sporting e por extorsão, na forma tentada. Este último crime diz respeito à Doyen e foi o que levou também à pronúncia do advogado Aníbal Pinto.

O criador do Football Leaks encontra-se em liberdade desde 07 de agosto de 2020, “devido à sua colaboração” com a Polícia Judiciária (PJ) e ao seu “sentido crítico”, mas está, por questões de segurança, inserido no programa de proteção de testemunhas em local não revelado e sob proteção policial.

Queixa no Tribunal Europeu dos Direitos Humanos

Rui Pinto apresentou uma queixa no Tribunal Europeu dos Direitos Humano por temer ser injustiçado no julgamento.

Em causa, está o facto de a procuradora que está na sala de audiências ter reunido com inspetores da Polícia Judiciária para "ajustar estratégias". O encontro foi descoberto através de um email divulgado em tribunal.

O Ministério Público não substituiu a procuradora.


Últimas Notícias