Furacão Dorian

EUA declaram estado de emergência em Porto Rico por causa da tempestade Dorian

EUA declaram estado de emergência em Porto Rico por causa da tempestade Dorian

População prepara-se para a tempestade que deverá chegar esta noite e poderá passar a furacão.

O Presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, declarou o estado de emergência em Porto Rico, antes da chegada da tempestade tropical Dorian, que poderá converter-se hoje em furacão ao passar pelo sudoeste da ilha.

A ordem autoriza o Departamento de Segurança Nacional dos Estados Unidos e a Agência Federal para a Gestão de Emergências (FEMA, na sigla em inglês) a coordenarem as ajudas de emergência na ilha, devastada pelo furacão Maria em 2017.

"Especificamente, a FEMA está autorizada a identificar, mobilizar e fornecer, a seu critério, o equipamento e os recursos necessários para aliviar os impactos", disse Trump em comunicado.

O Presidente dos EUA, protagonista de várias controvérsias por relativizar o impacto dos furacões Maria e Irma, em 2017, também se pronunciou sobre a tempestade Dorian na rede social Twitter: "Uau! Outra grande tempestade está a aproximar-se de Porto Rico. Será que isto não acaba?".

A tempestade tropical passou sobre a ilha de Santa Lúcia e entrou nas Caraíbas com ventos de 85 quilómetros por hora, que deverão aumentar enquanto Dorian se movimenta para Porto Rico e República Dominicana, segundo o Centro Nacional de Furacões (NHC).

No último boletim, os meteorologistas do NHC previram que Dorian se tornará um furacão quando atingir a terra ou passar perto da costa de Porto Rico.

Nos últimos dois anos, Trump criticou fortemente Porto Rico, um território que não tem direito de voto na eleição do Presidente, indicando que os seus líderes são "um desastre".

Depois de visitar Porto Rico em 2017, Trump disse que o furacão Maria não era "uma verdadeira catástrofe" como o Katrina, em 2005, e no ano passado negou que o furacão tivesse causado quase 3.000 mortos.