George Floyd

"Se eu não ando por aí a rebentar coisas, porque andam vocês?"

Irmão de George Floyd pede calma nos protestos.

A perda de fluxo sanguíneo causada pela compressão no pescoço é agora apontada como causa de morte de George Floyd pelo mesmo gabinete legal que, num primeiro relatório, indicava que não havia evidências de asfixia ou estrangulamento.

Atualizado esta segunda-feira, o resultado do exame feito pelo Condado de Heneppin classifica a morte como homicídio.

A notícia surge depois de a família ter pedido uma autópsia independente que concluiu que George Floyd foi vÍtima de asfixia. Os médicos adiantam ainda que Floyd não tinha problemas de saúde, o que contradiz as conclusões iniciais da autópsia oficial.

Ao sétimo dia de manifestações, marcadas por destruições e confrontos entre manifestantes e a polícia, Terrance Floyd, irmão de George, deixou um apelo aos manifestantes.