Guerra Rússia-Ucrânia

Portugal recebeu 1158 pedidos de proteção temporária desde início da guerra na Ucrânia

Portugal recebeu 1158 pedidos de proteção temporária desde início da guerra na Ucrânia

Mais de 1100 pessoas que saíram da Ucrânia pediram proteção temporária a Portugal desde o início da invasão russa à Ucrânia, revelou hoje à agência Lusa o Serviço de Estrangeiros e Fronteiras (SEF). Segundo o SEF, Portugal recebeu, entre 24 de fevereiro e as 13:00 de hoje, 1.158 pedidos de proteção de pessoas que saíram…

Mais de 1100 pessoas que saíram da Ucrânia pediram proteção temporária a Portugal desde o início da invasão russa à Ucrânia, revelou hoje à agência Lusa o Serviço de Estrangeiros e Fronteiras (SEF).

Segundo o SEF, Portugal recebeu, entre 24 de fevereiro e as 13:00 de hoje, 1.158 pedidos de proteção de pessoas que saíram da Ucrânia.

O Governo português aprovou uma resolução em que concede proteção temporária a pessoas vindas da Ucrânia em consequência da situação de guerra.

Segundo a resolução, aos requerentes de proteção temporária é atribuída, de forma automática, autorização de residência por um ano, que pode ser prorrogada duas vezes por um período de seis meses.

Estes pedidos podem ser apresentados nos centros nacionais de Apoio à Integração de Migrantes e nas delegações regionais do SEF.

O Serviço de Estrangeiros e Fronteiras disponibiliza, desde quinta-feira e em todo o país, 24 balcões de atendimento dedicados exclusivamente a cidadãos ucranianos.

O SEF vai passar a ter, a partir de sábado, no aeroporto de Lisboa, uma estrutura para registar pedidos de proteção temporária para os cidadãos ucranianos que cheguem a Portugal por via aérea.

A Rússia lançou na semana passada uma ofensiva militar na Ucrânia, com forças terrestres e bombardeamento de alvos em várias cidades, um ataque que foi condenado pela generalidade da comunidade internacional.

Saiba mais

Últimas Notícias
Mais Vistos