Guerra Rússia-Ucrânia

Guerra Rússia-Ucrânia tem grande impacto na saúde mental, mesmo a milhares de quilómetros de distância

Woman psychologist talking to patient girl. Therapist’s gestures. Female talks in coworking office. Mother and daughter talk about puberty problems. Top view
Woman psychologist talking to patient girl. Therapist’s gestures. Female talks in coworking office. Mother and daughter talk about puberty problems. Top view

Conselhos para lidar com a ansiedade provocada pelo conflito na Ucrânia.

Mesmo quem está a milhares de quilómetros de distância do conflito, se vê afetado por ela. Assistir a uma guerra pode ter um grande impacto na saúde mental. Os especialistas em saúde mental estão preocupados, especialmente porque muitas pessoas estão ainda fragilizadas devido à pandemia de covid-19.

Os últimos dois anos de pandemia tiveram um grande impacto na saúde mental. Agora, há uma guerra a ser travada na Europa, um assunto que domina as notícias. Sentimentos de ansiedade, tristeza e sensação de impotência podem surgir, em especial nos mais vulneráveis.

Manter rotinas e controlar a exposição às notícias pode evitar que se entre num estado de tensão permanente. Gerir as emoções é também aceitar que é válido manter uma vida normal, mesmo com uma guerra a acontecer tão perto.

A Ordem dos Psicólogos publicou um manual sobre como lidar com o impacto emocional da guerra. No site oficial pode também consultar um outro documento com dicas para conversar com as crianças sobre o conflito.

CONFLITO RÚSSIA-UCRÂNIA

Saiba mais:

Últimas Notícias
Mais Vistos