Guerra Rússia-Ucrânia

Rússia denuncia ataque ucraniano contra posto de fronteira na região de Kursk

29.04.2022 09:04

01 March 2022, Rhineland-Palatinate, Speyer: A sign indicates Speyer’s Russian twin city Kursk. (to dpa “Enough money from the USA”? – What Russians experience in Rhineland-Palatinate”) Photo: Sebastian Gollnow/dpa (Photo by Sebastian Gollnow/picture alliance via Getty Images)

A região de Kursk faz fronteira com a região ucraniana de Sumy, palco de intensos combates desde o início da invasão russa, a 24 de fevereiro.

A Rússia denunciou hoje um ataque ucraniano com morteiros contra um posto de fronteira localizado na região de Kursk, no sudoeste do país, sem causar vítimas ou danos materiais.

“Esta manhã, a área de fronteira de Rislk não estava calma. Por volta das 8:00 (6:00 em Lisboa), o posto de fronteira em Krupets foi atacado com morteiros”, escreveu o governador da região de Kursk, Roman Starovoit, na rede social Telegram.

Starovoit acrescentou que os guardas de fronteira russos responderam ao ataque e destruíram as posições de onde o bombardeamento foi lançado.

A região de Kursk faz fronteira com a região ucraniana de Sumy, palco de intensos combates desde que a Rússia lançou a sua chamada “operação militar especial” na Ucrânia em 24 de fevereiro.

Em meados deste mês, o Ministério da Defesa russo alertou que aumentará o número e a escala de ataques com mísseis contra alvos na capital ucraniana em resposta a qualquer ataque terrorista ou ato de sabotagem em território russo pelo “regime nacionalista” de Kiev.

O último ataque de foguete russo contra Kiev ocorreu na quinta-feira, durante a visita do secretário-geral da ONU, António Guterres, segundo o autarca da capital, Vitali Klitchko.

Klitchko declarou que dois mísseis de cruzeiro atingiram a cidade, um deles num prédio de apartamentos. Segundo as autoridades ucranianas, pelo menos 10 pessoas ficaram feridas.

CONFLITO RÚSSIA-UCRÂNIA

SAIBA MAIS

Últimas Notícias