Guerra Rússia-Ucrânia

Ucrânia disponível para parar trânsito de gás russo se Europa decretar embargo

05.05.2022 22:35

PRODUCTION – 29 March 2022, Brandenburg, Mallnow: Facilities of the Mallnow natural gas compressor station of Gascade Gastransport GmbH. The compressor station in Mallnow near the German-Polish border mainly receives Russian natural gas. From its source to its point of use, the natural gas travels several thousand kilometers in the “Jagal” pipeline. Such compressor stations are necessary to maintain a constant pressure for transport in the pipeline. From here, Russian gas flows through the JAGAL (Yamal Gas Link Pipeline) into the German natural gas pipeline network to the west. In addition, gas can be transported – against the main direction of flow – from Germany to Poland. Photo: Patrick Pleul/dpa-Zentralbild/ZB (Photo by Patrick Pleul/picture alliance via Getty Images)

O presidente da Comissão de Energia da Rada pediu ainda à Europa a preparação de um sétimo pacote de sanções.

A Ucrânia está disposta a interromper imediatamente o trânsito do gás russo se a União Europeia (UE) decidir impor um embargo às importações de gás de Moscovo, foi defendido esta quinta-feira .

Assim que os países europeus deixaram de comprar gás russo, vamos ficar felizes em suspender o trânsito“, disse o presidente da Comissão de Energia da Rada (parlamento ucraniano), Andriy Gerus, em declarações à agência de notícias Ukrinform.

Apoiamos o embargo de petróleo, derivados de petróleo, carvão e gás“, acrescentou.Andriy Gerus expressou a esperança de que os países europeus endossem o sexto pacote de sanções contra a Rússia, apresentado esta quinta-feira pela Comissão Europeia, que inclui um embargo gradual ao petróleo.

O deputado também pediu a preparação de um sétimo pacote de sanções, uma vez que a Rússia deve entender que o conflito na Ucrânia tem um custo elevado.

O presidente da Comissão de Energia da Rada lembrou que a Ucrânia compra gás no mercado europeu e que a decisão de não assinar contratos com a empresa estatal russa Gazprom é uma questão de princípio.

CONFLITO RÚSSIA-UCRÂNIA

Saiba mais:

Últimas Notícias