Guerra Rússia-Ucrânia

Forças de Kiev reclamam avanços militares no leste da Ucrânia

16.05.2022 08:37

Ukrainian serviceman Oleksandr Yuvchenko walks next to a destroyed house in Ruska Lozova, a village retaken by the Ukrainian forces, amid Russia’s attack on Ukraine, in Kharkiv region, Ukraine, May 15, 2022. REUTERS/Ricardo Moraes

Os “defensores ucranianos” mantêm com “êxito” a contra ofensiva em Kharkiv

O Exército ucraniano reclama a reconquista de território em Kharkiv, a segunda maior cidade da Ucrânia, tendo conseguido que o “inimigo” recuasse até perto da fronteira da Rússia, disse esta segunda-feira o Ministério da Defesa de Kiev.

De acordo com uma nota do ministério publicada na plataforma digital Facebook, os “defensores ucranianos” mantêm com “êxito” a contra ofensiva em Kharkiv, levada a cabo pela Brigada 127 das Forças Armadas da Ucrânia.

Por outro lado, o Alto Comando Militar da Ucrânia acrescenta que o “inimigo” (forças russas) concentra esforços para manter posições na região.

A mesma nota refere que o Exército russo prossegue com a ofensiva na Zona Operacional do Leste da Ucrânia, em direção a Donetsk, onde atacou infraestruturas militares e civis estando a “preparar-se” para outra ofensiva na área de Izum.

Segundo a mesma fonte, as tropas russas reforçaram o controlo na fronteira entre a Ucrânia e a Rússia – nas regiões de Bryansk e Kursk – e atacaram com artilharia infraestruturas civis nas localidades de Dovhenke, Ruski Tyhki, Ternova e Petrivka.

“Ataques massivos” continuam em Mariupol

De acordo com as mesmas informações governamentais ucranianas, em Mariupol continuam os “ataques massivos” de artilharia e da aviação de combate da Rússia, sobretudo na zona da fábrica Azovstal onde se encontra o último bastião ucraniano na cidade portuária.

Nas últimas 24 horas, as unidades de defesa da Ucrânia reclamam ter abatido “11 objetivos aéreos inimigos: dois helicópteros (Ka-52 e Mi-28), sete aparelhos voadores não tripulados (drones operacionais e táticos) e dois mísseis cruzeiro”.

Os militares ucranianos indicam ainda que foram neutralizados dezasseis ataques russos em zonas próximas de Donetsk e Lugansk e que três tanques, um sistema de artilharia e seis veículos blindados de transporte de tropas foram destruídos.

Tratam-se de informações militares de Kiev que ainda não foram confirmadas por fontes independentes.

“Profunda falta de estratégia e sentido tático”: ofensiva russa na Ucrânia está a perder força

A ofensiva terrestre russa na Ucrânia está a abrandar devido à falta de efetivos e ao êxito da contraofensiva ucraniana, divulgou este domingo o Ministério da Defesa do Reino Unido, com base no trabalho dos Serviços de Informação.

“A Rússia sofreu, até ao dia de hoje, baixas que ascendem, provavelmente, a um terço das tropas de terra que entraram em combate em fevereiro”, revelou o Ministério de Defesa britânico.

O Estado Maior General do Exército da Ucrânia estimou, no sábado, que se registaram 27.200 baixas nas fileiras russas, às quais acrescentou os mais de 4.000 tanques e veículos blindados destruídos ou capturados.

Os serviços de inteligência militar do Reino Unido sublinham que, “apesar dos avanços iniciais, a Rússia não foi capaz de conseguir importantes ganhos territoriais no último mês“.

Veja também

Saiba mais:

Últimas Notícias