Guerra Rússia-Ucrânia

Ucrânia: “Putin não tem capacidade de pressão sobre a Finlândia e a Suécia e a guerra está a dar-lhe dores de cabeça infinitas”

16.05.2022 21:58

A análise de José Milhazes e Nuno Rogeiro.

A Suécia e a Finlândia já oficializaram-se a candidatura à NATO. Esta segunda-feira, Vladimir Putin reiterou que a adesão não constituiu uma ameaça à Rússia, desde que não sejam instaladas armas e tropas da Aliança Atlânticas nestes países.

“Temos uma mudança de retórica. Hoje Putin parece ter acalmado um pouco mais”, apontou José Milhazes, lembrando que o Presidente russo não se pode envolver em conflitos armados com outros países.

O comentador da SIC considera que “Putin conseguiu fazer o impossível” ao “meter a Suécia e a Finlândia na NATO”, mesmo depois de os dois países terem mantido a neutralidade durante mais de 200 anos.

José Milhazes e Nuno Rogeiro avançaram, na análise no Jornal da Noite, com novas informações sobre Azovstal: 300 militares feridos terão sido retirados do complexo e levados para uma cidade controlada por russos, tal como foi acordado entre a Rússia e a Ucrânia.

Desse acordo pode fazer parte uma outra paragem: depois de tratados por médicos russos, os soldados poderão ser transportados para a Turquia, país que mediou as negociações. Rogeiro disse que há informações sobre a presença de forças militares russas na cidade controlada por separatistas pró-russos.

O comentador da SIC denunciou ainda a chegada “em massa de crianças a território russo”, algumas acompanhadas pelos pais e outras não. Segundo Nuno Rogeiro, a informação foi hoje confirmada pela comissária dos Direitos Humanos do Kremlin.

Últimas Notícias