Guerra Rússia-Ucrânia

Zelensky reage à retirada de soldados de Azovstal: “Precisamos dos nossos heróis vivos” 

17.05.2022 00:08

In this image from video provided by the Ukrainian Presidential Press Office and posted on Facebook, on Monday, April 25, 2022, Ukrainian President Volodymyr Zelenskyy attends his meeting with U.S. Defense Secretary Lloyd Austin and Secretary of State Antony Blinken in Kyiv, Ukraine. (Ukrainian Presidential Press Office via AP)

O Presidente ucraniano diz que começa agora o trabalho para os trazer para casa.

O Presidente ucraniano reagiu na noite desta segunda-feira à retirada de soldados feridos do complexo de Azovstal, dizendo que os militares são heróis e que o país precisa deles vivos. 

“Esperemos ser capazes de salvar a vida destes homens. Há soldados feridos com extrema gravidade. Precisamos dos nossos heróis vivos”, afirmou Zelensky. 

Sobre o seu regresso a casa, o Presidente ucraniano disse apenas: “A operação para salvar os defensores de Mariupol já começou. O trabalho continuará para os trazer para casa. E esse trabalho requer tempo e delicadeza“. 

Cerca de 260 soldados feridos foram retirados na noite desta segunda-feira do complexo siderúrgico de Azovstal, em Mariupol. 

Destes, 53 foram transportados para um centro médico na cidade ucraniana de Novoazovsk, controlada por russos. Foram transportados em cinco autocarros e escoltados por tropas russas até à região. 

Outros 211 soldados que também saíram da siderúrgia seguiram em direção a Yelenovka, na Rússia, através de um corredor humanitário, confirmou a vice-ministra da Defesa da Ucrânia. 

Segundo as autoridades ucranianas, cerca de 1.000 soldados, incluindo 600 feridos, ainda se encontram em Azovstal. 

Últimas Notícias