Guerra Rússia-Ucrânia

Tropas russas e separatistas garantem controlar 30% de Lysychansk

A pro-Russian armed man runs past a burning house after it was set on fire by a mortar shell, on the outskirts of the town of Lysychansk, Ukraine, on Thursday, May 22, 2014. In the eastern Luhansk region, sustained gunfire and shelling rocked the town of Lysychansk. One mortar bomb hit a house, which burst into flames. Earlier today at least 11 Ukrainian troops were killed and about 30 others were wounded during an attack at a military checkpoint, the deadliest raid in the weeks of fighting in eastern Ukraine. (AP Photo/Evgeniy Maloletka)
A pro-Russian armed man runs past a burning house after it was set on fire by a mortar shell, on the outskirts of the town of Lysychansk, Ukraine, on Thursday, May 22, 2014. In the eastern Luhansk region, sustained gunfire and shelling rocked the town of Lysychansk. One mortar bomb hit a house, which burst into flames. Earlier today at least 11 Ukrainian troops were killed and about 30 others were wounded during an attack at a military checkpoint, the deadliest raid in the weeks of fighting in eastern Ukraine. (AP Photo/Evgeniy Maloletka)

Há também vários ataques em cidades a norte e a sul da Ucrânia.

Loading...

Lysychansk continua a ser alvo de constantes bombardeamentos pelas forças russas, que tentam obter o controlo total da cidade do leste da Ucrânia. Mas há registo de vários ataques também em cidades a norte e a sul do país. Em Mikolaiv, esta quarta-feira de manhã, pelo menos três pessoas morreram e várias ficaram feridas, depois de um ataque com um míssil numa zona residencial.

Do que sobrou do edifício atingido na zona sul de Mikolaiv, as equipas de socorro conseguiram retirar pelo menos cinco pessoas com ferimentos que foram encaminhadas para o hospital. Outras três não sobreviveram ao bombardeamento.

No local prosseguem os trabalhos de resgate, ao mesmo tempo que se contabilizam os estragos.

O autarca de Mykolaiv fala em oito mísseis usados no ataque que ocorreu por volta das 6:00. A Rússia garante que o alvo era uma base de treino para mercenários estrangeiros

Mais a sul, em Dnipro, pelo menos duas pessoas morreram num ataque com misseis a um centro de transportes.

A Rússia tem intensificado a ofensiva em várias cidades de norte a sul da Ucrânia ao mesmo tempo que prossegue a operação para tomar a cidade de Lysychansk, a única na região de Lugansk que continua sob controlo de Kiev

O governador dá conta de fortes combates em Lysychansk e nos arredores da cidade. Reconhece que as forças ucranianas estão em menor número, mas garante que continuam a resistir.

As tropas russas e as forças separatistas dizem já controlar 30% da cidade.

Saiba mais:

Especial conflito Rússia-Ucrânia

Últimas Notícias
Mais Vistos