Guerra Rússia-Ucrânia

EUA descartam proibição total de entrada de cidadãos russos no país

EUA descartam proibição total de entrada de cidadãos russos no país
NurPhoto
Depois de Zelensky ter pedido aos aliados para cancelarem os vistos de turista.

Os Estados Unidos descartaram proibir a entrada de cidadãos russos no país, depois de o Presidente da Ucrânia, Volodymyr Zelensky, ter pedido aos aliados para cancelarem os vistos de turista.

"Os Estados Unidos não querem fechar as vias de refúgio e segurança para dissidentes russos e outras pessoas vulneráveis a abusos de direitos humanos", disse um porta-voz do Departamento de Estado norte-americano, segundo a CNN.

O mesmo porta-voz defendeu a distinção "entre as ações do Governo russo e as suas políticas na Ucrânia e a população da Rússia", dando a entender que Washington não vai ceder às exigências de Zelensky.

O Alto Representante da União Europeia (UE) para a Política Externa, Josep Borrell, também manifestou relutância em proibir de forma massiva a entrada de russos nos 27 Estados-membros.

"Temos de ser mais seletivos", disse, depois de países, como a Estónia e a Finlândia, terem exigido mais medidas dos membros da UE como um todo.

Desde que o Presidente russo, Vladimir Putin, deu a ordem para iniciar a invasão em 24 de fevereiro, as autoridades norte-americanas restringiram os vistos de quase 5.000 pessoas com ligações ao Kremlin.

Últimas Notícias
Mais Vistos