Guerra Rússia-Ucrânia

Russo condenado a prisão por sobrevoar Noruega com drone

Russo condenado a prisão por sobrevoar Noruega com drone
Canva

Violou uma proibição imposta face à guerra na Ucrânia.

Um cidadão russo, de 34 anos, foi esta quarta-feira condenado a cumprir 90 dias de prisão na Noruega, após ter sobrevoado o território com um drone, violando uma proibição imposta face à guerra na Ucrânia.

A Noruega está em alerta após ter identificado veículos aéreos não tripulados a sobrevoar locais estratégicos, como plataformas de petróleo e gás.

De acordo com a decisão de um tribunal em Bergen, Maxim I. foi condenado por pilotar um drone "repetidamente" na região Sul da Noruega, entre 13 e 20 de outubro. Maxim I., diretor de uma agência de viagens, tinha deixado a Rússia para fugir à mobilização parcial, decretada pelo Presidente Vladimir Putin, face à invasão da Ucrânia.

O cidadão alegou não ter conhecimento da proibição em causa. Nas últimas semanas, quase uma dezena de russos foi detida na Noruega por ter violado esta proibição ou fotografado locais considerados sensíveis.

Em outubro, a embaixada russa em Oslo criticou a "psicose" que diz afetar o país.

Últimas Notícias
Mais Vistos