Guerra Rússia-Ucrânia

EUA apontam para redução do ritmo da guerra na Ucrânia

Loading...

Rússia não venderá petróleo a quem limitar o preço.

O Presidente da Ucrânia diz que o mundo demonstrou fraqueza ao não ir mais além nos limites ao preço do petróleo russo. Zelensky defende que o teto de 60 dólares por barril é insuficiente. Moscovo avisa que a Europa terá de estar preparada para viver sem o petróleo russo e promete para breve uma resposta.

O porta-voz da presidência russo garante que Moscovo estava preparado para a decisão que era discutida há meses. A Rússia reafirma que o teto anunciado quebra os contratos de abastecimento e que não venderá petróleo a quem fixar limites ao preço.

"A Rússia já causou perdas colossais a todos os países do mundo, ao desestabilizar deliberadamente o mercado da energia. E o mundo não pode arriscar um verdadeiro desarmamento energético.", considera Zelensky.

A responsável máxima pelos serviços de informação norte-americanos, Avril Haines, apontou para a redução do rimo dos combates na Ucrânia durante o inverno.

Enquanto os serviços de informação norte-americanos anunciavam otimismo para a primavera na Ucrânia, o Governo britânico avisava que os movimentos das posições russas indiciam planos para tentar cercar Bakhmt com avanços táticos a Norte a Sul nos próximos dias.