Guerra Rússia-Ucrânia

Kremlin reconhece risco de ataques ucranianos na Crimeia

Kremlin reconhece risco de ataques ucranianos na Crimeia
Pavel Golovkin

As autoridades russas anunciaram que tinham abatido um drone ao largo do porto de Sevastopol, na Crimeia.

O Kremlin reconheceu hoje que existe um risco de ataques ucranianos às suas posições na Crimeia, uma península anexada por Moscovo em 2014 e alvo, nas últimas semanas, de vários ataques com drones.

"Há riscos, porque o lado ucraniano continua a seguir a sua linha de organizar ataques terroristas", disse aos jornalistas o porta-voz do Kremlin, Dmitry Peskov.

As autoridades russas anunciaram hoje que tinham abatido um drone ao largo do porto de Sevastopol, na Crimeia.

A invasão russa - justificada por Putin com a necessidade de "desnazificar" e desmilitarizar a Ucrânia para segurança da Rússia - foi condenada pela generalidade da comunidade internacional, que tem respondido com envio de armamento para a Ucrânia e imposição à Rússia de sanções políticas e económicas.