Guerra Rússia-Ucrânia

Charles Michel em Kiev para discutir com Zelensky envio de armamento para a Ucrânia

Charles Michel em Kiev para discutir com Zelensky envio de armamento para a Ucrânia
Jean-Francois Badias

O Presidente Volodymyr Zelensky pede mais apoio e entregas mais rápidas de armamento.

O presidente do Conselho Europeu, Charles Michel, está em Kiev para se encontrar com o chefe de Estado Volodymyr Zelensky e discutor as novas medidas de apoio à Ucrânia que pede entregas mais rápidas de armamento.

Numa publicação no Twitter, Michel anunciou a chegada à capital ucraniana “para discutir todas as vertentes da cooperação. Que 2023 seja o ano da vitória e da paz”.

Num depoimento gravado em vídeo e publicado à partida para Kiev, Charles Michel explicou que vai discutir com Zelensky “medidas concretas (...) para garantir que [a Ucrânia] seja mais forte”.

Os aliados da NATO prometeram a Kiev " apoio através do envio de armas pesadas e modernas" para conter as ofensivas da Rússia, acrescentou o presidente do Conselho Europeu.

"Os ucranianos combatem pelo próprio território, pelo futuro das suas crianças. Mas, batem-se também pelos valores comuns europeus de paz e prosperidade. Eles precisam, e merecem, o nosso apoio", declarou também o presidente do organismo que representa os 27 Estados da União Europeia.

Além dos encontros com o chefe de Estado ucraniano, Charles Michel vai reunir-se com o primeiro-ministro Denys Chmyga e com membros do Parlamento de Kiev (Rada).

Esta visita é anunciada um dia depois da reunião do grupo de contacto para a Ucrânia, em Ramstein, Alemanha, que reúne, cerca de 50 países liderados pelos Estados Unidos.

Fornecimento de veículos blindados e sistemas modernizado de defesa antiaérea

As discussões na Alemanha concentraram-se, sobretudo, nas questões relacionadas com o fornecimento de veículos blindados e sistemas modernizado de defesa antiaérea.

O Reino Unido já prometeu que vai enviar 14 carros Challenger 2 e o governo da Polónia diz estar preparado para enviar blindados Leopard 2, de fabrico alemão.

O envio (reexportação) dos veículos polacos depende da autorização da Alemanha.

Em Berlim, o chanceler alemão, Olaf Scholz, enfrenta pressões no sentido de autorizar o envio dos carros de combate usados por vários países da NATO.

Os Países Baixos querem enviar mísseis Patriot para a Ucrânia.

Zelensky pede mais armamento ao ocidente

Zelensky apelou esta segunda-feira aos esforços de todos os membros da coligação para "defender a Ucrânia e a liberdade" e para "agilizar a tomada de decisões".

O governante elogiou o "bom exemplo" do Reino Unido, que aprovou um novo pacto de assistência de defesa, como "tanques, outros veículos blindados e artilharia".

"Exatamente o que precisamos", sublinhou Zelensky, agradecendo ao primeiro-ministro Rishi Sunak.

Loading...
Últimas Notícias
Mais Vistos