Incêndio na Notre-Dame

Notre-Dame de Paris reabrirá em 2024, mas obras vão continuar

A garantia foi deixada pela Ministra francesa da Cultura, dois anos depois do incêndio que destruiu parte catedral.

A catedral de Notre-Dame, em Paris, vai reabrir em 2024, prometeu a ministra da Cultura de França, Roselyne Bachelot, na véspera de se completarem dois anos do incêndio que destruiu o famoso monumento.

A promessa foi feita no momento em que a ministra anunciou, perante o Senado, que a petição pública lançada para a restauração da catedral conseguiu reunir os fundos suficientes, com 833 milhões de euros em donativos, valor que permite "encarar o projeto com tranquilidade".

"Posso dizer que em 2024 a catedral de Notre-Dame de Paris será reaberta", afirmou Roselyne Bachelot.

A ministra deverá encontrar-se na catedral como o presidente Emmanuel Macron na quinta-feira, precisamente quando se completam dois anos sobre o incêndio que devastou parcialmente a catedral, considerada uma obra-prima da arte gótica.

O chefe de Estado francês tinha pedido uma reconstrução em cinco anos da catedral cujo telhado e pináculo foram destruídos pelas chamas.

O representante de Macron para as obras, o general Jean-Louis Gorgelin, também assegurou que a catedral reabrirá em 2024 e que será celebrado um Te Deum em 16 de abril desse ano, mas nem todos os trabalhos necessários estarão concluídos nessa data.