Incêndios em Portugal

Incêndio na Covilhã: fumo intenso dificulta atuação dos meios aéreos

Loading...
Mais de 1.100 operacionais estão no terreno a combater as chamas.

O fumo intenso que estagnou sobre a Serra da Estrela torna difícil a atuação dos meios aéreos. As chamas de uma das várias frentes do incêndio consomem a densa mancha florestal.

A frente do incêndio, que se vê perto do ponto de vigia do Gorgulão, soma já vários quilómetros. Começou na estrada nacional (EN) 232, perto da povoação do Vale da Amoreira, e galga a floresta em direção ao concelho de Gouveia.

Os difíceis acessos estão a prejudicar o combate, uma vez que os meios terrestres dificilmente chegam aos locais para fazer o combate direto às chamas. Pelas 19:00 estavam no teatro de operações 1146 operacionais, 358 veículos de cinco meios aéreos.

No combate às chamas, quatro operacionais ficaram feridos - três bombeiros e um sapador florestal. Houve também um acidente com um helicóptero de combate a incêndios, mas nenhum dos seis tripulantes ficou ferido.

O incêndio iniciou na madrugada de sábado e é já o quinto dia de combate às chamas. Na terça-feira tiveram de ser evacuadas duas aldeias por precaução.

Últimas Notícias
Mais Vistos