Incêndios em Portugal

Bombeiros vão receber 81 viaturas de combate a incêndios até 2024

Bombeiros vão receber 81 viaturas de combate a incêndios até 2024

Viaturas vão custar 12,8 milhões de euros e serão distribuidas pelo continente.

Os bombeiros vão receber 81 viaturas de combate a incêndios até 2024. Serão distribuídas por todo o continente e custarão 12,6 milhões de euros, anunciou o Governo.

O Conselho de Ministros aprovou na quinta-feira a autorização de despesa para a aquisição faseada destes veículos, no âmbito do Programa Mais Floresta, previsto no Plano de Recuperação e Resiliência.

A verba permite a compra de 59 Veículos Florestais de Combate a Incêndios (VFCI) e de 22 Veículos Tanque Táticos Florestais (VTTF), o que "representa a maior distribuição de veículos para resposta a incêndios rurais desde 1980", segundo uma nota do Ministério da Administração Interna.

O ministério explica que cada VFCI tem capacidade para 3.500 litros de água, enquanto os VTT transportam 9.000 litros, acrescentando que, "deste modo, será possível reforçar a capacidade de resposta operacional no combate aos incêndios rurais".

Os critérios para a seleção dos corpos de bombeiros que vão beneficiar destes veículos, propostos pela Autoridade Nacional de Emergência e Proteção Civil, foram previamente apresentados à Associação Nacional de Municípios Portugueses e à Liga dos Bombeiros Portugueses, adianta o Governo.

O MAI afirma que se trata de "critérios objetivos" que garantem que os veículos são alocados a corpos de bombeiros com real capacidade para os operacionalizar e garantindo a sua distribuição pelos territórios.

A lista de distribuição das viaturas contempla 14 VFCI e 12 VTTF para os corpos de bombeiros da área do Comando Regional de Emergência e Proteção Civil do Norte; 22 VFCI e 03 VTTF para os Corpos de Bombeiros do Centro; 06 VFCI e 02 VTTF para Lisboa e Vale do Tejo; 13 VFCI e 05 VTTF para o Alentejo e 04 VFCI para o Algarve.

Últimas Notícias
Mais Vistos