Incêndios em Portugal

Detido homem de 58 anos suspeito de atear três incêndios em Seia

CRÉDITOS: TIAGO HENRIQUE MARQUES/LUSA
CRÉDITOS: TIAGO HENRIQUE MARQUES/LUSA
Segundo a Polícia Judiciária, "é um cidadão de nacionalidade estrangeira, residente em Portugal há aproximadamente trinta anos, (...) e referenciado pelo consumo excessivo de bebidas alcoólicas".

Um homem de 58 anos é suspeito da autoria de, pelo menos, três crimes de incêndio florestal, ocorridos este mês junto à zona industrial de Seia, anunciou esta segunda-feira a Polícia Judiciária (PJ).

Em comunicado, a PJ explicou que os incêndios, registados nos dias 7, 15 e 18, terão todos sido ateados "por meio de chama direta".

Em qualquer das situações houve "perigo de propagação das chamas, dada a continuidade horizontal e vertical do combustível existente no local e por se tratar de todo um período de muito elevadas temperaturas" e "só mesmo a pronta e muito eficaz intervenção dos bombeiros evitou danos de maior gravidade", acrescentou.

Segundo a PJ, o detido "é um cidadão de nacionalidade estrangeira, residente em Portugal há aproximadamente trinta anos, reformado e referenciado pelo consumo excessivo de bebidas alcoólicas".

Depois de presente às autoridades judiciárias e sujeito a interrogatório judicial, o homem ficou em prisão preventiva, mas esta medida de coação é "suscetível de ser alterada para obrigação de permanência na habitação, com sujeição a pulseira eletrónica", se forem reunidas as condições técnicas necessárias.

A detenção foi feita pela PJ, através do Departamento de Investigação Criminal da Guarda e com a colaboração da GNR do Destacamento Territorial de Gouveia.

Últimas Notícias
Mais Vistos