Incêndios em Portugal

Mais de 200 operacionais combatem dois fogos ativos

Mais de 200 operacionais combatem dois fogos ativos
PATRICIA DE MELO MOREIRA

Incêndio no concelho de Valpaços, Vila Real, está a mobilizar o maior número de meios.

Mais de 200 operacionais combatiam pelas 06:45 os dois fogos ativos em Portugal continental, com o incêndio no concelho de Valpaços, Vila Real, a mobilizar o maior número de meios, segundo dados da proteção civil.

Segundo a página na Internet da Autoridade Nacional de Emergência e Proteção Civil (ANEPC), os dois incêndios estavam a mobilizar 208 operacionais, com o apoio de 61 meios terrestres.

O incêndio que mais meios mobilizava era o que deflagrou às 17:35 de quarta-feira na localidade de Lamas, freguesia de Ervões, concelho de Valpaços, no distrito de Vila Real, com 155 operacionais, apoiados por 47 veículos.

Fonte da Guarda Nacional Republicana GNR disse esta quinta-feira à Lusa que a Estrada Nacional (EN) 213, que liga Valpaços a Mirandela, esteve cortada devido à reativação do incêndio, mas foi reaberta à circulação pelas 23:15 de quarta-feira.

Este incêndio sofreu na quarta-feira uma reativação no "mesmo local e mesma linha de incêndio", segundo explicou à Lusa fonte da Autoridade Nacional de Emergência e Proteção Civil (ANEPC).

Em curso está também o incêndio que deflagrou às 19:33 de quarta-feira na localidade de Vilela, freguesia de Rio Douro, concelho de Cabeceiras de Basto, no distrito de Braga, que estava a ser combatido por 53 operacionais, com o apoio de 14 veículos.

De acordo com a ANEPC, às 06:45 mais de 900 operacionais combatiam 21 incêndios - entre fogos em curso, resolução e conclusão - em Portugal continental, com o auxílio de 289 veículos.

Pelas 00:30 de hoje havia ainda cinco fogos ativos.

Últimas Notícias