Incêndios em Portugal

5 anos dos incêndios de outubro de 2017: “O pouco que tinha significava muito para mim”

Loading...

Este sábado faz cinco anos que o país foi devastado por uma vaga de incêndios, sobretudo na região centro e norte, que provocaram a morte de 50 pessoas.

Este sábado faz cinco anos que o país foi devastado por uma vaga de incêndios, sobretudo na região centro e norte, que provocaram a morte a dezenas de pessoas.

50 mortos e 70 feridos foi o resultado da passagem do fogo. Vítor Rodrigues, uma das vítimas dos incêndios, revela que as marcas psicológicas ainda permanecem.

A casa de Vítor Rodrigues foi uma das cerca de 900 habitações permanentes que foram recuperadas com a ajuda do Estado, no centro e norte do país.

Só na zona da Comissão de Coordenação e Desenvolvimento Regional do Centro foram feitos 1.340 pedidos de apoio para recuperar habitações permanentes, em 28 concelhos. O apoio do Governo atingiu cerca de 60 milhões de euros.

As chamas consumiram 290 mil hectares de floresta, entre eles 80% do Pinhal de Leiria.

Presidente da República associa-se "à dor" das famílias das vítimas

O Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, evocou, este sábado, as vítimas dos “terríveis incêndios” de há cinco anos na zona centro e disse que se associa “solidariamente à dor” dos familiares e dos sobreviventes.

“No dia em que se completam cinco anos sobre os inícios dos terríveis incêndios na zona centro, que provocaram largas dezenas de mortos e de feridos, bem como grande destruição de bens, o Presidente da República evoca as vítimas e associa-se solidariamente à dor das famílias e dos sobreviventes”, pode ler-se numa nota publicada no site da Presidência da República.

Últimas Notícias
Mais Vistos