Insólitos

Mulher leva idoso morto ao banco para levantar dinheiro da reforma

Canva

Homem de 92 anos já estaria morto há pelo menos 12 horas.

Uma mulher levou um homem de 92 anos a uma agência bancária em Campinas, no Brasil, para tentar ficar com a sua reforma. O idoso foi transportado já morto, numa cadeira de rodas.

O caso insólito aconteceu no dia 2 de outubro. Uma vez que estava com pressa, a mulher tentou que o atendimento na agência bancária fosse o mais breve possível. Nesse sentido, disse aos funcionários do banco que o suposto companheiro estaria a sentir-se mal.

Os bombeiros foram chamados ao local e quando chegaram, constataram que o homem estava morto e que o óbito já tinha ocorrido há algum tempo.

De seguida, as autoridades foram chamadas ao local e a Polícia Militar levou a mulher para fazer o registo da ocorrência.

José Henrique Ventura, diretor do Departamento de Polícia Judiciária de São Paulo, disse à G1 que, de acordo com o relatório médico, o homem de 92 anos já estaria morto há pelo menos 12 horas quando foi levado para a agência bancária.

"Ela alega que era mulher dele há alguns anos, mas não tinha nenhuma procuração para movimentar a conta bancária", sublinha José Henrique Ventura.

O diretor do Departamento de Polícia Judiciária de São Paulo diz ainda que vai ser instaurado um inquérito por fraude.