Insólitos

Francês quebra confinamento para “ir partir a cara” de outro homem

Daniel Cole

Disse à polícia ter autorização escrita para o fazer.

Um francês de 39 anos foi multado por quebrar o confinamento depois de sair de casa para “partir a cara” de outro indivíduo, intenção que deixou escrita num papel encontrado em sua casa, contaram as autoridades.

Foi encontrado escondido por trás de um carro na manhã de sábado por uma patrulha da polícia, aparentemente embriagado e transportava uma arma branca. Questionado pela polícia sobre o porquê de estar na rua, disse ter autorização para “partir a cara de um gajo. É a minha desculpa e é uma desculpa boa”.

O homem foi detido e transportado para a esquadra. De acordo com as novas regras de restrição em vigor em França, a população necessita de uma declaração para sair de casa.

“De certa forma ele queria respeitar a lei, porque quando foi questionado na esquadra, insistiu que estava a menos de um quilómetro de casa”, contou à CNN o chefe da polícia de Lannion, Daniel Kerdraon.

O novo confinamento em França permite que a população saia de casa uma hora por dia para praticar exercício físico, desde que se mantenha num raio de um quilómetro da residência.

O francês de 39 anos foi multado em 135 euros por quebrar o confinamento e outros 150 euros por estar embriagado em público. Na segunda-feira foi questionado sobre o transporte de arma branca, ao que respondeu que “não pretendia ferir o outro indivíduo com ela”.

As novas medidas em França para evitar a propagação dos casos de Covid-19 implicam o fecho de tudo o que não seja essencial, incluindo restaurantes e bares. A população só pode sair de casa para trabalho, motivos de saúde ou para comprar bens essenciais.