Insólitos

Mulher viva mais alta do mundo bate o próprio recorde

CAGLA GURDOGAN

Rumeysa Gelgi foi a mulher viva mais alta do mundo em 2014, com 2,13 metros e volta a ganhar o título este ano, com 2,15 metros.

Rumeysa Gelgi, de 25 anos, foi considerada a mulher viva mais alta do mundo pelo Guiness World Records. Nascida na Turquia, foi declarada a adolescente mais alta do mundo em 2014, mas cresceu ainda mais e agora tem 2,15 metros de altura.

A sua altura tem uma explicação: o Síndrome de Weaver, uma doença genética que provoca alterações na estrutura corporal e que não permite a Rumeysa caminhar normalmente.

A jovem considera este título importante porque, desde que alcançou o primeiro recorde, em 2014, aos 18 anos, usou a notoriedade como plataforma para ajudar quem sofre do mesmo problema.

O crescimento anormal deve-se a um tumor que afeta a sua glândula pituitária, que liberta hormonas responsáveis por produzir crescimento.

Curiosamente, o homem mais alto do mundo também é turco e Gelgi já admitiu que gostaria de o conhecer. Sultan Kösen, de 38 anos, mede 2,51 metros.

Sultan aparece no vídeo abaixo, gravado em 2014, junto ao homem mais baixo do mundo, Chandra Bahadur Dangi.

Dangi media perto de 55 centímetros porque sofria de nanismo primordial, tendo morrido em 2015, com 76 anos.