Isabel II

Morte da Rainha Isabel II: Papa Francisco assinala "devoção ao dever"

Papa Francisco
Papa Francisco
VATICAN MEDIA
O Sumo Pontífice assegurou que vai rezar pelo reinado de Carlos III.

O Papa Francisco lamentou esta quinta-feira a morte da rainha Isabel II e assinalou o seu "serviço incansável pelo bem" do seu país e o seu "exemplo de devoção ao dever". O Sumo pontífice também assegurou que vai rezar pelo seu filho "ao assumir agora as suas altas responsabilidades" à frente do Reino Unido com o nome de Carlos III.

"Profundamente entristecido pela notícia do falecimento se Sua Majestade a Rainha Isabel II, ofereço as minhas mais sentidos condolências a Sua Majestade, aos membros da Família Real, ao povo do Reino Unido e da Commonwealth", indicou o pontífice em telegrama dirigido ao novo soberano.

"Junto-me de bom grado a todos os que choram a sua perda para rezar pelo eterno descanso da defunta Rainha e para prestar homenagem à sua vida de serviço incansável ao bem da Nação e da Commonwealth, pelo seu exemplo de devoção e dever, seu firme testemunho de fé em Jesus Cristo e a sua firme esperança nas suas promessas", acrescentou.

Na mensagem, em inglês, Francisco enviou também os melhores desejos ao novo rei.

"Encomendando a sua nobre alma à bondade misericordiosa do nosso Pai Celestial, asseguro a Sua Majestade as minhas orações para que Deus Todo poderoso o apoie com a sua graça infalível ao assumir agora as suas altas responsabilidades como Rei", declarou.

E concluiu: "Sobre vós e todos os que apreciam a memória da sua defunta mãe, invoco uma abundância de benções divinas como prenda de consolo e força no Senhor".

A Rainha Isabel II morreu esta quinta-feira aos 96 anos no Castelo de Balmoral, na Escócia. O óbito foi anunciado pela família real.

"A rainha morreu pacificamente em Balmoral esta tarde. O Rei e a Rainha Consorte permanecerão em Balmoral esta noite e voltarão a Londres amanhã [sexta-feira]", anunciou o Palácio de Buckingham em comunicado, numa referência a Carlos e Camila.

A notícia foi conhecida após membros próximos da família real terem viajado subitamente para Balmoral para estar com a rainha após um comunicado dando conta da preocupação dos médicos com o estado de saúde da monarca de 96 anos.

Últimas Notícias
Mais Vistos