João Cotrim de Figueiredo

Rui Rio vs. João Cotrim de Figueiredo: o debate na íntegra

Rui Rio vs. João Cotrim de Figueiredo: o debate na íntegra

As principais diferenças entre as propostas do PSD e da Iniciativa Liberal.

O candidato do PSD, Rui Rio, e o candidato da Inciativa Liberal, João Cotrim de Figueiredo, estiveram esta segunda-feira em debate na SIC para as eleições legislativas de 30 de janeiro de 2022. Foram debatidas as principais diferenças entre as propostas dos dois partidos. Rui diz que a convergência com os liberais não será difícil com “tanto socialismo e tanto Estado”. Já o líder da IL diz faltar “rasgo e ambição” ao PSD.

As diferenças entre o PSD e a Iniciativa Liberal

Os dois líderes tiveram um confronto cordial, no debate da SIC, com a palavra “convergência” a dominar quase todo o debate. Ficou clara a abertura para um acordo entre os dois partidos.

O presidente do PSD, Rui Rio, considera que o modelo de sociedade é um dos maiores pontos de divergência entre os sociais-democratas e a Iniciativa Liberal, apesar de reconhecer que há alguns pontos “em convergência”.

“Temos tanto socialismo e Estado em cima de nós que a convergência não é difícil. Mas no trajeto iríamos divergir (…)”, diz o líder do PSD.

Rui Rio

Na resposta, João Cotrim Figueiredo refere que os partidos coincidem no diagnóstico que fazem da situação do país, mas divergem no caminho a seguir e, sobretudo, no sentido de “urgência e pressa” que não existe no PSD.

“Numa sociedade como a portuguesa, a posição que o PSD assume (…) não conduz a uma alternativa verdadeira”, diz o líder da Iniciativa Liberal.

João Cotrim de Figueiredo

Para o presidente do IL, a pressa é que pode tirar o país da estagnação, acusando o PSD de nos últimos dois anos ter feito uma oposição “intermitente”.

IRS E IRC

Rui Rio admite que o PSD e a Iniciativa Liberal convergem em descer o IRS e o IRC, exemplifica. No entanto, salienta que o seu partido mantém o modelo que existe, com as taxas progressivas, enquanto a IL quer uma taxa única em dois passos.

Em relação ao IRS, Cotrim de Figueiredo diz que há um “gravíssimo problema” de excessiva saída de jovens em Portugal. Mas Rui Rio remata: se for aplicada a taxa única, “a receita leva a um tombo absolutamente brutal”.

Privatização da TAP, RTP e CGD

Em debate, Rui Rio diz que diverge da Iniciativa Liberal em relação à TAP “num aspeto”, porque o PSD “não pode dizer nem mais um tostão para a TAP”. Cotrim de Figueiredo defende a privatização “mais cedo quanto possível”.

Sobre a RTP, Rio considera que canais públicos são úteis porque “prestam um serviço importante para a sociedade”, “mais sóbrio”, enquanto o líder da Iniciativa Liberal fala numa “sangria completa para o contribuinte”.

Em relação à Caixa Geral de Depósitos, o presidente do PSD salienta a “excelente administração”.

“Entendo que tem um papel a desempenhar na economia, nas empresas (…). Acho que um banco público faz sentido. Mas não é um dogma”, afirma.

Rui Rio

Serviço Nacional de Saúde e Educação

João Cotrim Figueiredo recordou que o PSD mexe na saúde e nos impostos, mas mexe “pouquinho”. Mostrando abertura para um acordo com o PSD, o líder do IL assumiu que Rui Rio seria um bom primeiro-ministro, mas se tivesse o IL a seu lado.

O líder liberal defende que os prestadores “possam ser de qualquer natureza”.

“As pessoas continuam a ter o acesso universal com um custo tendencialmente gratuito, mas com melhor atendimento e sem listas de espera”, afirma.

João Cotrim de Figueiredo

Rui Rio defende que o Estado tem a obrigação de prestar serviços públicos de qualidade, como a Educação e Saúde.

“Se quero por os filhos no privado – e pus – eu pago”, afirma, acrescentando que a escola pública não tem de prestar mau serviço.

Rui Rio

O líder da Iniciativa Liberal esclarece que, de acordo com a proposta do seu partido, se o Estado permitisse pagar colégios privados “estaria a poupar dinheiro”.

PSD e IL: parceiros?

O presidente do PSD terminou o debate a reconhecer que a IL e CDS são parceiros com quem facilmente se entenderia, se ganhasse as eleições de 30 de janeiro.

Questionado sobre se estaria disponível para ser o “número dois” de Rui Rio, João Cotrim Figueiredo escusou-se a responder, sublinhando apenas que não faz questão de ter lugares “ao contrário de outros”.

O debate terminou num tom amigável, com uma troca de sorrisos entre ambos.

Saiba mais

Especial eleições legislativas

Últimas Notícias
Mais Vistos