Jogos Olímpicos

Nudez, castigos corporais e violência: (algumas) curiosidades sobre os Jogos Olímpicos da Antiguidade

Hulton Archive

Nos Jogos Olímpicos da Antiguidade os atletas competiam nus e eram chicoteados publicamente caso quebrassem as regras. Conheça algumas curiosidades sobre uma das mais importantes tradições da Grécia Antiga.

Os primeiros Jogos Olímpicos da Antiguidade de que há registo disputaram-se há quase 3.000 anos, em Olímpia, na Grécia. Tornaram-se parte da história da sociedade grega e, mais tarde, do resto do mundo. Mas ao contrário das Olimpíadas da era moderna, nestas não havia atletas femininas nem o percurso da chama olímpica até ao estádio, e algumas das provas tornavam-se violentas.

Um evento tão importante que era implementada uma trégua

Antes da realização dos Jogos, a cada quatro anos, eram enviados mensageiros por toda a Grécia Antiga para anunciar a “trégua olímpica”, a suspensão de todos os conflitos durante a realização da competição. Esta trégua permitia que atletas e público pudessem viajar em segurança.

Deusa Hera.

Deusa Hera.

Mulheres ficavam de fora

Qualquer cidadão grego podia participar nos Jogos Olímpicos da Antiguidade, independentemente do seu estatuto social, mas as mulheres estavam proibidas. Em resposta a esta proibição, nasceram os Jogos Heranos, festival desportivo dedicado à deusa e esposa de Zeus, Hera, criado para as mulheres.

Nos primeiros anos existia apenas uma prova

Nos primeiros 12 Jogos Olímpicos de que há registo, a única prova disputada era uma corrida de 190 metros - o comprimento do estádio - a que se deu o nome de “estádio”. Eventualmente, os Jogos passaram a realizaram-se em cinco dias, em vez de apenas um, e com um total de 18 provas.

Cada uma das competições pretendia servir para treinar soldados gregos. A modalidade mais violenta era o pancrácio, um desporto de combate sem armas onde as únicas coisas proibidas eram apenas morder ou arrancar os olhos do oponente.

Universal History Archive

Castigos corporais para quem não cumprisse

Atletas que quebrassem as regras ou tentassem obter vantagem de forma desonesta eram chicoteados em público ou obrigados a pagar multas pesadas. A falta de coragem também era mal vista, razão pela qual houve até um atleta multado por cobardia depois de desistir de uma prova.

Os atletas competiam nus

Nos Jogos da Antiguidade, os atletas competiam nus, numa homenagem a Zeus - a quem os atletas pretendiam mostrar a sua forma física -, e de forma a distingui-los dos povos bárbaros.

A nudez era, por isso, parte da cultura da antiguidade grega. Os atletas chegavam a desfilar no estádio olímpico para exibir a sua forma física.

Quais eram os prémios?

Nas Olimpíadas da Antiguidade apenas os campeões eram premiados, não havendo segundo nem terceiro lugares nas provas. Os atletas vencedores também não recebiam medalhas, mas sim coroas de oliveira.

DEA / G. DAGLI ORTI

O fim dos Jogos da Antiguidade

Olímpia, Grécia.

Olímpia, Grécia.

Dan Smith

As antigas Olimpíadas eram tão populares que puderam continuar a realizar-se mesmo quando a Grécia foi conquistada pelos romanos. No entanto, com o passar do tempo, os Jogos começaram a diminuir em tamanho e prestígio.

O local onde decorriam, em Olímpia, foi-se deteriorando com as sucessivas invasões inimigas, até que, no ano de 394 Os antigos Jogos Olímpicos terminaram oficialmente no ano de 394 d.C., quando a sua celebração foi proibida.

Os primeiros Jogos Olímpicos modernos aconteceriam cerca de 1.500 anos anos depois, em Atenas.

Especial Jogos Olímpicos

  • 1:57