Legionella

Infetado com legionella avança para tribunal para apurar responsabilidades do surto

Surto provocou a morte de dez pessoas no Norte.

Um dos 89 infetados com legionella vai avançar para tribunal para apurar responsabilidades do surto que já provocou a morte de dez pessoas no norte do país.

O surto teve início a 29 de outubro e obrigou as várias fábricas da zonas de Matosinhos, Póvoa de Varzim e Vila do Conde a fecharem as torres de refruigeração. A bactéria foi detetada na fábrica da Longa Vida, mas a empresa diz que não foi estabelecida qualquer correlação entre a presença da bactéria e o surto.

Dos mais de oitenta infetados, ainda estão internados doze.

A doença do legionário, provocada pela bactéria 'Legionella pneumophila', contrai-se por inalação de gotículas de vapor de água contaminada (aerossóis) de dimensões tão pequenas que transportam a bactéria para os pulmões, depositando-a nos alvéolos pulmonares.