Legislativas 2019

Pardal Henriques deixa de ser porta-voz do sindicato para ser candidato pelo PDR

MANUEL DE ALMEIDA

"Não serei mais o porta-voz do Sindicato Nacional dos Motoristas de Matérias Perigosas, por forma a não misturar o que poderia ser interpretado como campanha eleitoral."

Pardal Henriques anunciou esta quarta-feira que aceitou o convite para encabeçar a lista do PDR a Lisboa, deixando de ser porta-voz do Sindicato Nacional dos Motoristas de Matérias Perigosas para "não misturar o que poderia ser interpretado como campanha eleitoral".

Depois de o líder do PDR, Marinho e Pinto, ter feito o anúncio no Porto, Pardal Henriques confirmou, em comunicado, que aceitou este convite para integrar as listas do PDR às eleições legislativas de 6 de outubro, afirmando que não abandonará as causas que representa.

"Face ao exposto, e para que pelo menos a minha agenda fique esclarecida, (faltando esclarecer a do porta-voz da ANTRAM e das suas nomeações pelo PS), venho por este comunicar que a partir deste momento não serei mais o porta-voz do Sindicato Nacional dos Motoristas de Matérias Perigosas, por forma a não misturar o que poderia ser interpretado como campanha eleitoral", refere o mesmo texto.

Lusa

  • Aldeia de Roberto Leal recebe notícia da morte com consternação
    2:02