Liga dos Campeões

UEFA ameaça FC Porto com exclusão das provas europeias nas próximas três épocas

UEFA ameaça FC Porto com exclusão das provas europeias nas próximas três épocas
Octavio Passos

Os “dragões” já reagiram ao comunicado da UEFA.

O FC Porto "incumpriu ligeiramente" as condições do acordo de fair play financeiro da UEFA, anunciou esta sexta-feira o organismo regulador do futebol europeu, ameaçando excluir o clube das provas continentais nas próximas três épocas.

"Em consequência, a Comité de Controlo Financeiro da UEFA decidiu aplicar uma multa de 100.000 euros e excluir o clube das competições europeias para as quais se venha a qualificar nas próximas três épocas, a não ser que o resultado agregado nos exercícios financeiros de 2019, 2020, 2021 e 2022 estejam em conformidade com os requerimentos de break-even [equilíbrio financeiro]", explicou a UEFA, em comunicado publicado no sítio oficial na Internet.

O FC Porto já reagiu a este anúncio. Em comunicado, a SAD garante que vai cumprir as metas, sublinhando que essa informação será transmitida às instâncias competentes no próximo mês de outubro. As vendas de Luiz Diaz, Vitinha e Fábio Vieira foram decisivas para restabelecer o equilíbrio das contas.

Na monitorização financeira dos clubes inseridos nas provas continentais em 2021/22, o organismo multou também o Santa Clara, que disputou as pré-eliminatórias da Liga Conferência Europa 2021/22, em 10.000 euros, devido a "pequenas violações aos requisitos de equilíbrio".

O incumprimento desses "requisitos de equilíbrio" levou o Comité de Controlo Financeiro da UEFA a chegar a acordo com oito emblemas estrangeiros infratores do regime de fair play financeiro para o pagamento de um total de 172 milhões de euros em coimas.

O campeão francês Paris Saint-Germain foi condenado a pagar 65 milhões de euros, dos quais 10 milhões de euros serão liquidados na íntegra, enquanto os restantes 55 milhões de eurosficam retidos em consonância com o cumprimento por parte do clube dos objetivos definidos no acordo de liquidação.

A UEFA sancionou ainda os italianos da Roma (35 milhões de euros), do Inter de Milão (26 milhões de euros), da Juventus (23 milhões de euros) e do AC Milan (15 milhões de euros) e os turcos do Besiktas (quatro milhões de euros), para além dos franceses do Marselha e do Mónaco, ambos condenados a liquidar dois ME cada.

Últimas Notícias
Mais Vistos