Operação Miríade

Quase 2.000 portugueses em missão na República Centro-Africana

Loading...
Sucesso das operações militares portuguesas é reconhecido pelas Nações Unidas.

Portugal está há cinco anos ao serviço das Nações Unidas na República Centro-Africana, um dos países mais pobres e violentos do mundo. As missões portuguesas mereceram o elogio das organizações internacionais.

O sucesso das operações militares portuguesas ao nível da manutenção da paz e da formação às forças armadas locais é reconhecido.

A população local elogia a presença dos militares portugueses, cuja missão passa pela ajuda humanitária aos mais carenciados.

Nos últimos cinco anos, em nove missões, a força de reação portuguesa enfrentou várias operações de risco elevado, de norte a sul do país.

A República Centro-Africana é rica em marfim, ouro, petróleo e urâneo, que contrastam com a pobreza extrema da população.

Na República Centro-Africana verifica-se uma das mais elevadas taxas de mortalidade do mundo.

Em pleno coração de África, há 1,5 milhões de crianças a precisarem de ajuda humanitária e dois em cada três crianças correm risco de vida.

Segundo as Nações Unidas, milhares de civis foram executados, torturados ou violados desde o início do conflito, muitos ataques terão sido evitados por militares portugueses.

VEJA TAMBÉM:

Últimas Notícias
Mais Vistos