Tira-Teimas

Como deve ser feito um lançamento lateral

Duarte Gomes

Duarte Gomes

Comentador SIC Notícias

Inês M. Borges

Inês M. Borges

Designer Gráfica e Multimédia

A Lei 15 regula tudo o que tem a ver com o "lançamento lateral". Este é o único recomeço de jogo que é efetuado com as mãos. Todos os outros são executados com o pé. 

Se um jogador executar um lançamento lateral corretamente e a bola entrar diretamente na sua baliza, a partida recomeçará com pontapé de canto favorável à equipa adversária. Se, por outro lado, a bola entrar diretamente na baliza adversária, o jogo recomeçará com um pontapé de baliza.

Um jogador pode efetuar um lançamento lateral (corretamente) contra o corpo de um adversário para voltar a tocar na bola, desde que não o faça de forma imprudente (seria punido com pontapé-livre direto), negligente (teria de ver o cartão amarelo) ou com força excessiva (teria que ser expulso).

O executante não pode, obviamente, tocar a bola uma segunda vez consecutiva sem que um outro jogador a toque primeiro. Se o fizer, será punido com pontapé-livre indireto (ou com pontapé-livre direto/de penálti, se o fizer com as mãos em qualquer lado do terreno/ou dentro da sua área de penálti - salvo se o executante for o GR e voltar a tocar a bola com as mãos na sua área, caso em que seria punido apenas com pontapé-livre indireto).

Nenhum adversário pode aproximar-se a menos de 2m do local do lançamento ou, de algum modo, perturbar/distrair o lançador, porque isso é considerado comportamento antidesportivo (punido com cartão amarelo).

Se a bola já estiver em jogo, a equipa do infrator será punida com pontapé-livre indireto.

Um fora de jogo não pode ser sancionado se um jogador nessa posição receber a bola diretamente de um lançamento lateral.

A PÁGINA DO TIRA-TEIMAS

A PÁGINA DE DUARTE GOMES NA SIC NOTÍCIAS

A PÁGINA DE DUARTE GOMES NO YOUTUBE