Vacinar Portugal

Vacinação de crianças "não foi vedada nem proibida pela DGS", afirma Marcelo

O Presidente da República diz que optar pela vacina é uma escolha dos pais.

Marcelo Rebelo de Sousa diz que a Direção-Geral da Saúde (DGS) não proibiu a vacinação de jovens a partir dos 12 anos. À margem da visita de Estado ao Brasil, o Presidente da República garantiu que os pais podem optar pela vacinação.

“As autoridades sanitárias não proibiram a vacinação nos casos das crianças não terem essas doenças ou patologias. Não, esse espaço continua aberto à livre escolha dos pais, ou para circularem com as crianças no acesso a restaurantes e espetáculos ou para eventualmente pensar no começo do ano letivo”, disse o Chefe de Estado.

Marcelo afirma ainda que as crianças que forem vacinadas “beneficiam de uma prevenção que lhes é positiva”.

“Isso está aberto, não foi vedado nem proibido pela DGS, aos pais em termos de escolha para os seus filhos”, reforça.

Veja mais:

  • Vamos falar de jejum: era capaz de ficar 16 horas por dia sem comer?

    País

    O jejum intermitente é um regime alimentar que impõe um período de restrição alimentar. Existem vários modelos, mas o mais conhecido é dividido em 16 horas de jejum e oito horas em que pode comer livremente. Os especialistas reconhecem benefícios nesta prática, mas afirmam que a investigação científica ainda é escassa.

    Exclusivo Online

    Filipa Traqueia