Web Summit

Web Summit: Peter Schmeichel defende continuidade de Solskjaer no Manchester United

Web Summit: Peter Schmeichel defende continuidade de Solskjaer no Manchester United
MARIO CRUZ

Apoio do dinamarquês é partilhado apesar da contestação de que o treinador tem sido alvo em Inglaterra.

O antigo guarda-redes do Manchester United Peter Schmeichel sai, esta quinta-feira, em defesa do atual treinador dos 'Red Devils', Ole Gunnar Solskjaer, mostrando o seu apoio ao norueguês, apesar da contestação de que este tem sido alvo em Inglaterra.

Em declarações prestadas numa sessão de perguntas e respostas na cimeira tecnológica Web Summit, onde esteve também a dar autógrafos a propósito do lançamento da sua biografia 'One', o ex-guardião dinamarquês valoriza o trabalho do técnico numa perspetiva de médio e longo prazo para o clube onde jogam os portugueses Cristiano Ronaldo, Bruno Fernandes e Diogo Dalot.

"É algo que tem de ser debatido. Não quero estar a fazer manchetes sobre o Ole [Gunnar Solskjaer]. Ele pode não ser o tipo certo, mas eu até acho que ele é. Antonio Conte? Tentámos outros como Conte. Obtém resultados rápidos, mas não 'constrói' o clube e é isso que o Ole está a fazer. 'Sir' Alex também demorou seis anos até ganhar a Premier League", frisou.

Desde que abandonou o futebol, Peter Schmeichel, que em Portugal se sagrou campeão ao serviço do Sporting, dedica-se ao comentário desportivo, mas não descartou uma eventual experiência técnica no futebol.

"Nunca se pode dizer nunca. Há muitas coisas boas no futebol, mas também muitas coisas loucas. Sempre quis voltar, mas depois comecei a trabalhar nos 'media' quando terminei a carreira e gostei, porque isso permitiu manter-me perto do jogo. Pensava fazer uns dois anos disto, mas depois deste tempo todo ainda aqui estou", explicou.

Numa conversa que abarcou vários momentos memoráveis da sua carreira, nomeadamente ao serviço do Manchester United, Schmeichel surpreende ao confessar que o título mais especial foi aquele que celebrou por causa do filho, Kasper Schmeichel, quando este se sagrou campeão na Premier League com o Leicester, em 2016.

"O que o Kasper conseguiu foi graças ao seu trabalho, pelas suas referências e pela forma como se inspirou noutros guarda-redes. A melhor parte agora é que ele não é conhecido por ser o filho do Peter Schmeichel, eu é que sou por ser o pai do Kasper", começou por dizer o antigo internacional dinamarquês, agora com 57 anos.

E continua:

"Quando o Leicester ganhou a Premier League em 2016, foi o título mais especial para mim. Vermos o nosso filho levantar o título e vê-lo como um fã fora de campo, sem poder fazer nada dentro do relvado... Foi um dos momentos mais especiais da minha vida".

Peter Schmeichel deixa, também, elogios a Alex Ferguson, reconhecendo no seu antigo treinador o mentor do Manchester United como "maior clube do mundo".

A Web Summit decorre entre 1 e 4 de novembro em Lisboa, em modo presencial, depois de a última edição ter sido online e a organização espera cerca de 40 mil participantes, segundo revelou, em setembro, Paddy Cosgrave, presidente executivo da cimeira.

Apesar do número previsto de visitantes ser este ano cerca de menos 30 mil do que na última edição presencial, em 2019, as autoridades consideram que se trata do "maior evento de 2021" a ter lugar em Lisboa.

Veja também:

Últimas Notícias
Mais Vistos