Meteorologia

Isaltino Morais diz que ao longo dos anos têm sido tomadas medidas para minimizar impacto das cheias

Loading...

O autarca visitou algumas das localidades mais afetadas pelas cheias.

O presidente da Câmara de Oeiras, Isaltino Morais, disse hoje que o sistema de drenagem do concelho "funcionou bem", porque "apenas" inundaram três zonas, vincando que "quando a água é muita, não há muita forma de combater".

"O sistema de drenagem do concelho funcionou bem, porque apenas tivemos três sítios com cheias, em Algés, em Tercena e na zona do jardim de Oeiras", disse o autarca à comunicação social, em Algés, onde ainda decorrem trabalhos de limpeza, depois das inundações causadas pelo mau tempo, na noite de quarta-feira, que provocaram a morte de uma pessoa nesta localidade.

Isaltino Morais frisou que "há coletores pluviais que vão sendo aumentados", em função do aumento do fluxo de águas e sinalizou que está pronto um projeto para triplicar o coletor pluvial da zona de Tercena, mas, disse, "quando a água é muita, não há muita forma de combater a situação".

"Algés é mais complicado, é uma zona antiga e, portanto, muito difícil de intervir", apontou o autarca, referindo que, ainda assim, foi feito há uns anos um trabalho de substituição de coletores que "melhorou substancialmente" a questão.

Isaltino Morais disse ainda que os serviços de higiene urbana "responderam com eficácia", conseguindo limpar grande parte das ruas até às 05:00, faltando apenas uma zona perto do mercado de Algés.

Últimas Notícias
Mais Vistos