Mundo

Câmara fotográfica salva jornalista em Mossul

A vida de um jornalista iraquiano foi salva por uma GoPro. O momento ficou gravado num vídeo partilhado na internet, em que mostra Ammar Alwaely a ser protegido de uma bala pela câmara fotográfica que tinha ao peito. O caso aconteceu em Mossul, na passada sexta-feira.

Owen Holdaway estava a trabalhar em Mossul com o seu colega e amigo Ammar Alwaely, quando um sniper do Daesh começou a disparar. O jornalista presenciou a quase sentença de morte de Ammar Alwaely, quando uma das balas acertou na GoPro que o seu colega tinha ao peito, acabando por salvar a sua vida.

"Não percebi o que aconteceu ao início. Caí no chão e não consegui virar-me para ver se o Ammar estava bem", revelou Owen Holdaway ao The Sun, um jornal para o qual trabalha. Eventualmente, Owen Holdaway conseguiu contornar o veículo e encontrar Ammar caído no chão, vendo que a máquina fotográfica, que tinha dado dias antes ao amigo, tinha-o protegido da bala.

A explosão destruiu por completo a GoPRo, mas pelo menos Ammar Alwaely conseguiu sobreviver, com apenas ferimentos ligeiros.

Depois de serem levados para o hospital, onde receberam tratamentos médicos, os dois jornalistas receberam a boa notícia: estavam bem e longe de perigo.

Ammar Alwaely conseguiu até brincar com a situação, pedindo a Owen Holdaway que lhe desse outra GoPro para a sua viagem a Erbil, capital do Curdistão iraquiano. "Claro, amigo", respondeu simplesmente Owen Holdaway.