Mundo

Guterres condena lançamento de míssil pela Coreia do Norte

Rafael Marchante

O secretário-geral da ONU, António Guterres, condenou esta terça-feira o lançamento de um míssil pela Coreia do Norte por pôr em risco a segurança e a estabilidade regionais e internacionais.

Num comunicado divulgado em Nova Iorque, António Guterres, em visita ao Médio Oriente, apelou à Coreia do Norte que cumpra as suas obrigações internacionais e "trabalhe para a reabertura dos canais de comunicação".

Numa série de resoluções, o Conselho de Segurança da ONU tem instado a Coreia do Norte a suspender o programa de mísseis balísticos e todos os lançamentos de mísseis.

A mais recente resolução foi aprovada no princípio deste mês e inclui o mais forte pacote de sanções alguma vez aprovado, entre as quais a proibição total de exportações norte-coreanas de carvão, ferro e chumbo.

A Coreia do Norte lançou hoje um míssil que sobrevoou a ilha de Hokkaido (norte), a segunda maior ilha do arquipélago do Japão, e caiu no Oceano Pacífico, a 1.180 quilómetros da costa japonesa.

O lançamento foi condenado pela Coreia do Sul e pelo Japão, Rússia, Estados Unidos, União Europeia, Alemanha, França e Reino Unido, assim como Portugal, entre outros países.

Lusa