Mundo

Seul apreende barco suspeito de transferir petróleo ilegal para Pyongyang

Navio de carga norte-coreano abastece num porto sul-coreano desafiando as sanções internacionais

Lee Jin-man / AP

A Coreia do Sul revelou ter apreendido no mês passado um barco registado em Hong Kong suspeito de transferir petróleo ilegalmente para a Coreia do Norte, em violação das sanções impostas pela ONU.

Fretado por uma companhia de Taiwan, a Billions Bunker Group Corp., o navio Lighthouse Winmore fez a 11 de outubro um carregamento de 600 toneladas de produtos petrolíferos no porto sul-coreano de Yeosu para, alegadamente, ir para Taiwan.

Mas em vez de seguir para Taiwan, o Lighthouse Winmore entrou em águas internacionais para transferir parte da sua carga para o navio norte-coreano Sam Jong 2 a 19 de outubro bem como para outros três navios que não tinham bandeira da Coreia do Norte, indicou hoje o Ministérios dos Negócios Estrangeiros sul-coreano.

"É uma forma típica de agir da Coreia do Norte para contornar astuciosamente as sanções do Conselho de Segurança da ONU utilizando redes ilegais", disse o responsável do Ministério aos jornalistas.

O Sam Jong 2 é, segundo fontes diplomáticas, um de quatro navios norte-coreanos que foram banidos dos portos de todo o mundo pela ONU porque são suspeitos de transportar mercadorias interditas pelas sanções internacionais contra a Coreia do Norte.

O navio Lighthouse Winmore continua retido na Coreia do Sul, ao que conseguiu apurar a BBC Coreia.

  • Reino Unido ameaça Irão com "graves consequências"
    1:59
  • Corrupção no topo das preocupações dos portugueses
    1:34
  • Cepas da Serra
    10:16
  • "À descoberta com..." Inês Castel-Branco na Tailândia 
    3:14