Mundo

Turquia ordena detenção de 110 militares da Força Aérea

Umit Bektas

A justiça turca ordenou a detenção de 110 militares da Força Aérea da Turquia, acusados de ligações ao movimento do clérigo Fethullah Gulen, que Ancara responsabiliza pelo golpe falhado de 15 de julho de 2016.

A televisão CNNTürk noticiou hoje que a polícia lançou operações de busca e detenção em 15 províncias e que 85% dos suspeitos já estão sob custódia policial.

Os detidos vão ser transferidos para Ancara para um primeiro interrogatório e depois para as instalações da Procuradoria-Geral.

Os 110 suspeitos são militares no ativo e foram identificados com base em contactos telefónicos regulares com seguidores de Gulen, segundo a televisão.Mais de 50.000 pessoas, entre as quais militares, magistrados e professores, foram detidas desde a tentativa de golpe na Turquia.

Lusa