Mundo

Macri anuncia reunião com Bolsonaro em janeiro no Brasil

Marcos Brindicci

Os medias locais relataram que o Presidente da Argentina não estará na tomada de posse de Bolsonaro.

O Presidente da Argentina, Mauricio Macri, disse esta sexta-feira que vai participar numa reunião com o futuro chefe de Estado brasileiro, Jair Bolsonaro, em janeiro, "para começarem a trabalhar juntos".

"Falei com Jair Bolsonaro por telefone, concordámos em nos encontrar no dia 16 de janeiro, em Brasília, para começar a trabalhar juntos nesta nova etapa", escreveu Maurício Macri na rede social Twitter.

Nos últimos dias, embora não exista uma confirmação oficial da Presidência ou Ministério das Relações Exteriores da Argentina, os 'media' locais relataram que Macri não estará na tomada de posse de Bolsonaro, que acontecerá na capital brasileira em 1 de janeiro.

Segundo os 'media' argentinos, o ministro dos Negócios Estrangeiros do país, Jorge Faurie, estará no Brasil em representação de Macri.

Em 3 de dezembro, o Presidente da Argentina afirmou, antes da Cimeira do G20, que reúne as principais economias do mundo, realizada em Buenos Aires entre os dias 30 de novembro e 1 de dezembro, ter conversado com Bolsonaro.

Segundo Macri, o futuro chefe de Estado brasileiro mostrou-se interessado em avançar nas negociações entre o Mercosul (bloco económico fundado pela Argentina, Brasil, Paraguai e Uruguai) e a União Europeia, mas precisava de "saber como é o acordo" antes de "tomar uma posição".

Naquela ocasião, o Presidente da Argentina anunciou que havia concordado em encontrar-se com Jair Bolsonaro "o mais breve possível" e discutir o acordo.

Lusa