Mundo

Trump diz que não vai decretar estado de emergência nacional para já

Trump diz que não vai decretar estado de emergência nacional para já

Mantém-se o impasse sobre o orçamento dos EUA.

O Presidente norte-americano declarou esta sexta-feira que não tenciona decretar o estado de emergência nacional "agora" para construir o muro na fronteira com o México, ficando assim ultrapassado o cenário dos últimos dias, em que essa decisão parecia iminente.

Trump repetiu nos últimos dias que "provavelmente" iria decretar o estado de emergência no país para redistribuir verbas militares destinando-as à construção de um muro na fronteira com o México, uma das suas promessas de campanha, justificando a decisão com a "crise fronteiriça" que os Estados Unidos vivem.

Desde 22 de dezembro que o chefe de Estado norte-americano insiste na inclusão no orçamento federal de verbas para a construção desse muro, uma proposta liminarmente rejeitada pela nova maioria democrata na Câmara de Representantes.

O Governo de Trump enfrenta desde 22 de dezembro o encerramento de 25% da administração, uma situação que afeta cerca de 800.000 funcionários públicos, que deixaram de receber os respetivos salários, e que tem perturbado o funcionamento de diversos espaços turísticos e a atividade de agências às quais não foram atribuídas mais verbas.