Mundo

O "novo" túmulo de Tutankhamon

O "novo" túmulo de Tutankhamon
Mohamed Abd El Ghany

Especialistas do Getty Conservation Institute repararam alguns danos causados pelos visitantes que por lá passam diariamente.

O túmulo do faraó Tutankhamon foi restaurado. Os especialistas repararam alguns danos causados por visitantes, entre eles arranhões na pintura.

A humidade, poeira e dióxido de carbono também contribuíram para o desgaste da pintura.

Durante o processo de restauro foi ainda instalado um novo sistema de ventilação que deverá reduzir a necessidade de uma limpeza futura.

Mohamed Abd El Ghany

Em declarações à agência Reuters, Sara Lardinois, especialista do Getty Conservation Institute, sublinhou: "Queríamos criar um sistema sustentável que pudesse receber diariamente os visitantes".

Foram ainda criadas barreiras que não permitem o acesso físico às pinturas, e uma nova plataforma de observação que permite aos visitantes observar o túmulo e as pinturas.

Mohamed Abd El Ghany

Tutankamon foi o último faraó da XVIII dinastia e durante o seu curto reinado recuperou Memphis como capital do Egito e retomou o politeísmo, abandonado pelo pai, que proclamara Aton como o único deus.

O túmulo de Tutankhamon, no Vale dos Reis, atual Luxor, descoberto em 1922, foi o primeiro de um faraó encontrado intacto.

Últimas Notícias
Mais Vistos